Notícias e Artigos

Crawler Detect

26
agosto
2019

É possível retirar de setembro de 2019 a março de 2020 até R$ 500 de cada conta ativa e inativa

O saque do Fundo de Garantia, anunciado pelo governo no último dia 24, tem deixado muitos trabalhadores com dúvidas. Afinal, a nova medida prevê duas modalidades diferentes com calendários e impactos distintos. 

No Saque certo, por exemplo, é possível retirar de setembro de 2019 a março de 2020 até R$ 500 de cada conta ativa e inativa. Já o Saque aniversário, prevê o saque anual de uma porcentagem do Fundo de Garantia, de acordo com o nascimento do trabalhador.

O economista José Rita Moreira esclarece as principais dúvidas sobre o tema:

- Todos os trabalhadores entram automaticamente na lista de saque dos 500 reais. Mas quem não deseja retirar os recursos não precisa sacar. Dessa forma, ao final do prazo de saque, ele retornará ao FGTS.

- O saque do FGTS será liberado conforme Cronograma de Saque, entre setembro de 2019 até  março de 2020 de acordo com o aniversário do Trabalhador.

- Não é possível sacar o valor total da conta. Neste ano, o Governo estipulou o limite máximo para saque de R$ 500. No entanto, esse valor pode ser retirado para cada uma das contas, sejam ativas ou inativas.

- Não há prazo mínimo de trabalho para realizar o saque pelas novas regras. Quanto maior o valor que você tiver depositado no fundo, maior o valor que você poderá sacar.

- Não precisa ter conta na Caixa para sacar os valores.

- Quem não tem Cartão Cidadão precisa ir até a Caixa para sacar o FGTS. Há apenas uma exceção: saques inferiores a 100 reais poderão ser realizados em lotéricas.

- A base para fins rescisórios continuará a mesma. A rescisão não interfere na multa de 40% do Fundo de Garantia. O que acontece é que o trabalhador que optar pelo saque aniversário perderá a possibilidade de resgatar o fundo caso venha a ser demitido. Vale lembrar que para quem não optar pela modalidade, poderá sacar o recurso normalmente.

- No saque-aniversário, não será possível retirar o saldo total em caso de demissão. Quem optar pelo saque aniversário, tornará sua conta inativa por 2 anos e só então poderá fazer o saque.

- O trabalhador que quiser sacar anualmente um percentual dos recursos do fundo deve informar a decisão à Caixa a partir de outubro. É importante que quem faz aniversário em janeiro informe ao banco a decisão antes do mês do seu aniversário, e assim sucessivamente, para que possa sacar parte do dinheiro já em 2020.

Fonte: https://www.contabeis.com.br/noticias/40702/mitos-e-verdades-sobre-o-saque-do-fgts/


Não foi possível realizar esta operação. Favor contacte o administrador (suporte@cedilha.com.br).