Notícias e Artigos

08
janeiro
2019

Antes de aderir é necessário a eliminação de possíveis pendências

As empresas que querem optar pela adesão ao Simples Nacional para 2019 devem correr, pois têm até o dia 31 de janeiro para realizar essa opção e, uma vez deferida, produzirá efeitos a partir do primeiro dia do ano calendário da opção.

 

O prazo é válido para todas as empresas tanto as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte com receita bruta de até R$ 4,8 milhões por ano, quanto para os Microempreendedores Individuais (MEIs) com faturamento de até R$ 81 mil por ano.

 

Caso a empresa, após realizar um planejamento tributário verificar que a melhor opção para sua empresa é o Simples é aconselhável que ela realize o quanto antes, pois se houver qualquer restrição o tempo para ajustar e solicitar o enquadramento continua o mesmo, ou seja, 31 de janeiro de 2019.

 

Assim, antes de aderir ao Simples Nacional é necessário a eliminação de possíveis pendências que poderiam ser impeditivas para o ingresso ao regime tributário, como débitos com a Receita. A opção pode ser feita pela internet no site da receita. Importante lembrar que o Simples Nacional passou recentemente por diversas modificações, que trarão novos benefícios aos participantes.

 

Planejamento antes da opção 

 

Para adesão ao Simples Nacional, é necessário o planejamento tributário já que para muitas empresas essa opção não se mostra tão vantajosa, podendo representar em aumento da carga tributária, apesar da simplificação no recolhimento dos tributos.

 

Ocorre que a regulamentação do Governo estabeleceu alíquotas muito altas para a maioria das empresas de serviços, sendo que foi criada uma nova faixa de tributação, o Anexo VI, na qual a carga a ser recolhida tem início em 16,93% do faturamento, indo até 22,45%. Com esses percentuais assustadores, a adesão pode levar ao aumento da carga tributária. Assim, quanto antes buscar um planejamento tributário é melhor.

 

Para as empresas que já são tributadas no Simples, o processo de manutenção é automático. Contudo essas devem ficar atentas, pois, as que não ajustarem situação de débitos tributários poderão ser exclusas da tributação.

 

 

Fonte: Portal Contábeis

 


Não foi possível realizar esta operação. Favor contacte o administrador (suporte@cedilha.com.br).